Bem Resolvida

Confira 9 dicas para conciliar casamento e trabalho

O ser humano não foi feito para ficar sozinho e isso se vê claramente por toda a nossa vida. Mas, quando você encontra finalmente seu grande amor, concilar trabalho e relacionamento pode gerar ciúmes. É hora de rever seus conceitos!

Conciliar casamento e trabalho não é fácil, exige um esforço a mais, só que a recompensa vale a pena. Veja as dicas que encontramos para te ajudar a resolver esse problema:

1 – Estresse do trabalho, fica no trabalho

É fato que depois do casamento o peso da responsabilidade aumenta, pois agora vocês são dois, e para se sustentarem devem trabalhar, conquistar seus objetivos e pagar as contas da casa.

Tem dias que acordamos com o pé esquerdo e no trabalho é só aborrecimento e nervosismo. Seja sábio(a) e por mais que seu corpo e voz queiram o contrário, não desconte em seu cônjuge as suas frustrações e irritações do dia .

Pelo contrário, existe outra forma mais eficaz de exteriorizar seu dia ruim: desabafando com seu amor. Antes de tudo, quando chegar em casa, sente-se e, fique calmo(a), tome uma água gelada e comece a falar.

Por isso, a dica é deixar a raiva lá no trabalho, comentar sobre o que aconteceu, procurando um conselho que vai aliviar sua tensão.

Veja também:

7 dicas para fazer a lista de compras para o supermercado e facilitar a rotina!

2 – Atenção equilibrada

Um bom planejamento a dois é a chave para o sucesso do casamento e trabalho. Está querendo fazer um curso diferente para melhorar seu currículo, querendo entrar na academia ou retomar seus estudos? É preciso, antes de tudo, sentar com seu parceiro(a) e discutir seu projeto.

A pessoa amada também tem atividades e compromissos que devem ser respeitados assim como os seus. Por isso, planejem tudo de forma que a conciliação de interesses seja perfeita. Isso gera mais confiança e satisfação para ambos, trazendo só felicidade.

3 – Preciso mesmo me mudar?

Sua carreira está deslanchando ou você conseguiu entrar naquela tão sonhada faculdade? tudo vai a mil maravilhas, mas de repente, você recebe a notícia de que vai precisar mudar de cidade, estado ou país… e agora?

A primeira coisa é sempre o diálogo com seu cônjuge. Procure analisar as vantagens e desvantagens desta mudança tão radical na vida do casal, que envolve mudanças na sua vida, na vida dele(a) e na dos filhos (as) se vocês tiverem.

Se for um período não muito curto, coisa de meses, discuta a possibilidade de você ir e sempre fazer uma ponte aérea entre vocês ou contato por telefone, se for de comum acordo, pode dar certo.

4 – Sempre atraente para seu amor

Não deixe a correria do trabalho e as tarefas da casa e o cuidado com os filhos(as), te deixar desmotivado(a) para ficar lindo(a) para seu amor. Sabemos que trabalhar é importante e cuidar da casa também, mas não deixe isso afetar o seu desejo de reacender a paixão entre vocês.

O que faz um casamento de anos ser duradouro, é sempre estar se reinventando, fazendo surpresas deliciosas para a pessoa amada.

5 – Organize-se

Aprenda a criar uma lista de prioridades (no sentido literal da palavra),  seja no computador ou pregada na parede da cozinha. Anote o emergencial, o importante, coisas que podem esperar um pouquinho e coisas que podem esperar ainda mais.

Organização e foco é a chave para ter uma vida com atividades bem distribuídas sem causar estresse em você e na sua família. É possível fazer tudo durante a semana e descansar para curtir a casa e sua família, basta se programar.

A adaptação exige dedicação, mas depois que acostuma, tudo fica rotineiro e a vida fica mais fácil e feliz.

Veja também:

Aprenda 9 simpatias para casar que funcionam de verdade!

6 – Help me!

Como descrito no começo desse post, o ser humano não foi feito para viver sozinho, quem dirá então, fazer tudo sozinho(a) quando se tem o cônjuge ou o cônjuge e mais filhos(as).

Sem ajuda, ficamos estressados e nos sentimos incapacitados, gerando desânimo e sentimento de desvalorização.

Para que isso não aconteça, arrume essa bagunça e delegue obrigações para todos. Isso vai trazer mais interação entre vocês, gerando responsabilidade.

Afinal de contas, não é só você que mora e se alimenta nessa casa, não é verdade? Não queira ser o dono(a) do impossível tentando abraçar o mundo com as mãos e pernas, você nunca vai conseguir fazer tudo sozinho(a).

7 – Nada é perfeito

Você não deixa ninguém chegar à cozinha nem para fritar um ovo porque acha que ninguém cozinha e lava uma louça tão bem quanto você! Que grande besteira! Este senso de perfeccionismo em deixar tudo arrumado nos mínimos detalhes é perigoso.

Tire esta capa de dono(a) da cozinha e deixe sua família se virar um pouquinho sozinha, por mais que não fique igual ao que você faz, incentive todos a participar do momento gastronomia, vai ser bom para eles e principalmente para você.

8 – Não deu certo

Vai daqui, vai dali, faz isso, faz aquilo e de repente, algo dá errado. Não se culpe demasiadamente pelo que não saiu como você esperava. A vida está aí para ser vivida e problemas vêm junto com ela.

Se concentre em arrumar uma solução, em comum acordo com sua família, se for necessário. Esqueça a culpa, nada como um dia após o outro com uma noite no meio. Tudo tem uma solução.

Veja também:

Descubra os significados de sonhar com casa

9 – Jantar em família

Algo que nos dias de hoje nos distancia um pouco do convívio familiar é a correria do trabalho, horários incompatíveis durante o dia, escola dos filhos(as), entre outras coisas.

E com a tecnologia à nossa disposição como computadores em casa, tablets, celulares e a boa e velha TV, faz com que cada um faça o pratinho durante o jantar e bora para a sala de estar ou seu quarto.

Isso torna a interação e vínculo em família cada vez mais difícil. A falta de diálogo com certeza vai acarretar problemas futuros. Por isso, exija e não abra mão de ter todo mundo jantando junto na mesa de jantar ou da cozinha.

Deixe seu comentário!