Bem Resolvida

Roupa de noivo: dicas para escolher o modelo ideal

O casamento é tido como uma das datas mais importantes da vida de muitas pessoas. Mas, junto com ele, são somadas as preocupações sobre como vai ser, principalmente no caso de o casamento precisar ser organizado em pouco tempo.

E um dos itens que pode gerar uma dor de cabeça é a roupa de noivo. Neste artigo, você verá dicas infalíveis para escolher o modelo ideal, de acordo com o tipo de casamento. Vamos lá!

Como escolher a roupa de noivo?

Assim como o traje das mulheres é importante no “grande dia”, os homens também precisam se preocupar com o que vão vestir. Afinal, a festa também é deles. Para escolher o traje ideal para o noivo, é necessário se preocupar com determinadas questões:

  • O estilo da festa;
  • O ambiente em que ela será realizada;
  • O horário da festa.

Noivo e noiva sempre de acordo

Em um casamento assim, é positivo evitar o contraste de cores. Sim, é preciso que o noivo e a noiva se destaquem da multidão, mas deve haver harmonia nas roupas que ele e ela escolherão para o dia.

Não adianta a noiva usar um traje mais elegante, se a roupa do noivo está mais despojada, por exemplo. A roupa do noivo complementa à da noiva.

Se o casamento for pela manhã

Se o casamento for feito pela manhã, é indicado usar cores claras, tanto para a roupa de noivo quanto de noiva, o que vai contrastar com a luz solar e até com o clima.

Tons como cáqui, off white, bege e azul-claro são recomendadíssimos para o casal. As cores ainda podem contracenar com a decoração e as roupas dos convidados harmonicamente.

Essa dica é bastante ideal para quando o casamento ocorrer no campo ou em um ambiente aberto, onde entra muita luz do sol. As cores claras ajudam a não potencializar uma vista forte e cansativa dos noivos. Deixe esses trajes mais escuros para quando o casamento for feito à noite.

Se o casamento for à tarde

Se o casamento for à tarde, vale a pena investir em tons azul-escuros ou cinza. Camila Teixeira, especialista no assunto, ainda diz que é possível utilizar tons verdes e bordô.

Se é um casamento ao ar livre, não é indicado usar preto, embora esta seja considerada uma cor coringa, facilmente adaptável aos lugares. O preto ao ar livre gera um tom pesado.

Se o casamento for à noite

O casamento à noite pede cores mais escuras para a roupa do noivo, embora isso não seja uma regra, mas sim uma sugestão. Cores como azul-marinho, preto, cinza e chumbo caem muito bem nos homens no “grande dia”.

No casamento urbano à noite, pode-se usar fraque e meio-fraque, mas isso não é recomendado, caso o casamento seja no campo.

É obrigatório usar terno e gravata?

No campo, se a cerimônia for menos formal, não é necessário, mas o estilo pessoal deve combinar com o estilo do evento.

Pode-se substituir por uma gravata borboleta à noite e, se o casamento for diurno, pode até mesmo não usar gravata. Entretanto, o casamento na cidade exige o uso da gravata, pois é configurado como cerimônia formal.

Quais são os tipos de gravata?

 

Agora, vamos falar nos tipos de gravata. Há a tradicional, aquela grande, que é atemporal — é aquela que é usada há muitos anos, e será usada muito tempo depois de agora. Há a slim, que é mais fina de largura, sendo considerada mais moderna — é aquela que deve ser usada com um terno do mesmo estilo.

Há a borboleta, que pode ficar mais chique, se o homem usar suspensórios. Há a gravata italiana, que é usada em festas muito tradicionais. A gravata ideal deve ser a que vai harmonizar melhor com a roupa do noivo e da noiva, mas uma opção acertada é a de cor prata ou pérola. Os acessórios usados também precisam estar harmonizados.

Quais acessórios usar?

Não há a obrigatoriedade de o noivo usar acessórios. Entretanto, isso pode ser feito, devendo sempre respeitar a harmonia de todo o conjunto, principalmente do terno. Se o terno é cinza ou preto, os acessórios devem ser pretos. Se for azul ou bege, os acessórios devem ser marrons. É o caso do relógio.

O uso dos cintos deve respeitar a mesma regra, devendo nunca misturar, em hipótese alguma, preto e marrom. Há as abotoaduras, que podem ser de família ou em outros estilos — sempre mantendo a harmonia. Óculos de grau podem ser usados, sim, mas, a fim de estética, vale a pena conferir se a armação não está gasta.

Pode-se também usar lenço, que ficará no bolso do paletó, com apenas dois dedos à mostra. Prefira usar cores claras para o lenço, pois sempre combinam com o terno. Pode-se usar flor de lapela, que normalmente é feita com as mesmas flores do buquê da noiva.

No campo, é possível usar óculos escuros, que deixarão o noivo com uma aparência mais descolada. É importante que, além de os acessórios seguirem a cor do terno, sigam também a cor do sapato, que precisa de uma dedicação especial. E está pronta a roupa do noivo.

Comprar, alugar ou fazer o traje sob medida? Qual o preço?

Essa é uma pergunta muito importante e todas as três opções possuem vantagens. No primeiro caso, pode ser legal comprar o traje para ter mais liberdade em fazer alterações na roupa de noivo. A partir de R$ 1 mil, é possível encontrar boas opções.

Alugar um conjunto pode ser uma boa opção para gastar menos, se a roupa de casamento não será usada outras vezes. É possível fazer ajustes para a roupa de noivo cair bem no homem, mas nem sempre os ajustes funcionam. O preço costuma ser a partir de R$ 500.

Fazer um traje sob medida é, certamente, a melhor opção para a criação do produto ideal. Entretanto, pode não ser tão interessante no valor que vai sair. Os modelos sob medida não saem por menos de R$ 3 mil.

E aí, você já está planejando a sua festa de casamento? Conte para a gente nos comentários o que achou mais interessante neste texto.

Qual é sua ideia para a roupa de noivo ideal? Obrigado por ler o artigo até aqui e até mais!

Deixe seu comentário!