Bem Resolvida

Casamento comunitário: como funciona e como se inscrever

O casamento comunitário é um meio econômico e bacana de oficializar a união de duas pessoas, sem gastos excessivos e sem fugir do orçamento. Saiba como funciona e como se inscrever em um casamento comunitário!

Casamento comunitário religioso e civil

A principal coisa que os casais interessados precisam saber sobre o casamento comunitário é que existem dois tipos: o religioso e o civil.

No caso do casamento comunitário religioso, é feita uma cerimônia de acordo com a religião dos casais participantes.

Já o casamento comunitário civil é realizado com abono de taxas e uma pré inscrição é feita. Um juiz deve se disponibilizar a realizar seus serviços de forma gratuita e o tribunal reserva um dia para que os casais compareçam depois de terem se inscrito anteriormente.

Essa proposta de casamento comunitário civil surgiu no Brasil para legalizar a situação de casais que, perante a lei, não possuem condições de pagar taxas de cartório.

União estável ou casamento civil?

Com a chegada da união estável muitos casais têm dúvidas acerca de qual das duas opções é a melhor: casar-se no civil ou contentar-se com a união estável? O que é importante saber nesses casos é que a união estável é protegida pela lei por um certo período de tempo. Mas, em caso de morte, pensão e auxilio não são tratados da mesma forma que em um casamento civil.

Veja também:

Cabine de foto para casamento: como escolher e contratar uma

O que é um casamento comunitário e como funciona?

Resumidamente, o casamento comunitário é uma cerimônia em que vários casais optam por realizar a cerimônia num mesmo dia e no mesmo horário. É uma ótima alternativa de casório para quem não possui condições financeiras para arcar com uma festa de casamento cara.

Grande parte dos casamentos comunitários fazem parte de incentivos e programas sociais, estes oferecem oportunidades de unir pessoas de baixa renda. Neste tipo de casório a organização fica por conta de ONGs ou cartórios.

Casamento comunitário: celebração religiosa em igreja

Algumas igrejas também realizam casamentos comunitários. Entretanto esse tipo de união não possui valor civil, por essa razão é bem comum casais que já estejam casados no cartório, se interessarem por casamento comunitário em igreja.

Fiquem atentos quanto aos cartórios e sites governamentais

Os cartórios são os principais responsáveis pelo procedimento civil dos casamentos comunitários. Em geral, a cerimônia é levada para o cartório através de ONGs e instituições sociais. Ou até mesmo através de programas sociais do governo que, de tempos em tempos, abre vagas para casais de baixa renda.

Veja também:

12 dicas para uma noite de núpcias perfeita!

Como é a cerimônia em um casamento comunitário?

Em um casamento comunitário religioso as famílias e convidados de todos os casais participantes permanecem sentados, o cerimonialista chama então um ou dois casais por vez para que troquem as alianças e os declara casados.

Antes disso, a fala religiosa do cerimonialista é direcionada a todos os casais presentes. A música de entrada dos noivos é a tradicional e a decoração é, geralmente, bem clássica e neutra.

Casamento comunitário é pago?

Essa é a dúvida mais comum para os casais que buscam realizar um casamento comunitário. Inicialmente os casamentos comunitários eram gratuitos, hoje em dia os cartórios e igrejas oferecem o serviço por valor social e reduzido.

Alguns casais ainda podem optar por realizar uma festa com serviço de fotografia e buffet, com valor adicional.

Como organizar um casamento comunitário?

Quem não pensa só em participar de um casamento comunitário, mas também organizar, o mais importante é ter uma rede de contatos que queiram dividir esse momento tão especial.

Tenha em mente que você irá precisar fazer um trabalho de mobilização de igrejas e cartórios. E ainda será necessário entrar contato com empresas de buffet, fotografia e eventos, para as festas pós-cerimônia.

Documentos necessários para casamento comunitário

Uma das principais dúvidas que podem surgir para quem quer participar de um casamento comunitário é acerca da documentação necessária. Confira a seguir a lista de documentos:

  • Comprovante de residência.
  • Certidão de nascimento.
  • Documento de Identidade (RG).
  • Duas testemunhas com CPF e RG.
  • Comprovante de renda do noivo e da noiva.
  • Para os viúvos, averbação de óbito.
  • Para os divorciados: certidão de casamento com averbação de separação.

Como participar de um casamento comunitário?

O serviço de casamento comunitário é um serviço de ajuda a público e é oferecido em muitas cidades do Brasil. Como os casais interessados são muitos, as igrejas e tribunais locais das cidades anunciam as vagas e datas disponíveis em veículos de informação, como sites.

Sendo assim, para quem optar pelo casamento comunitário religioso é preciso seguir as normas da igreja, em relação a vestimenta, por exemplo. Talvez seja necessário pagar alguma taxa em valor simbólico para a igreja também.

Veja também:

Casamento Alok: saiba tudo sobre essa cerimônia minimalista

Fiquem atentos a igrejas e cartórios

A maior parte dos casamentos comunitários são realizados em centros urbanos. Portanto, para fazer parte de um casamento comunitário os casais devem ficar atentos à divulgação feita nas igrejas e cartórios.

Já no caso do casamento comunitário civil é necessário que o casal more na mesma cidade do tribunal que irá oferecer o serviço. Nesse caso, uma data e horário será estabelecido para que o casal compareça ao tribunal com identidade, CPF e comprovante de residência de ambos. Para essa ocasião usa-se apenas roupas sociais, e não trajes como vestido de noiva e terno.

Procure o calendário de casamentos comunitários de seu município

Como se trata de uma cerimônia que não tem centralização, mas depende de programas ou órgãos governamentais para ser promovida, é ideal que o casal se informe nos sites e telefones de órgãos governamentais de sua cidade. E assim saina detalhadamente as datas disponíveis para casamentos comunitários.

Casamento comunitário: atenção aos prazos de inscrição!

Se você e sua pessoa amada possuem o sonho de concretizarem a união em um casamento, seja este religioso, civil ou ambos, e não possuem dinheiro o suficiente, o casamento comunitário é a melhor alternativa.

Mas, é importante lembrar que os pombinhos que estejam buscando por esse tipo de casório devem ficar de olhos bem abertos para os prazos de inscrição dos cartórios, sites governamentais e igrejas de sua cidade. Portanto, ligue para estes locais, entre nos websites e se informe o quanto antes. Até mais!

Veja também:

Confira 12 ideias para decoração de casamento 2020

Deixe seu comentário!